terça-feira, 22 de dezembro de 2009

II Encontro da Rede Mocambos

Veja as fotos do II Encontro da Rede Mocambos na minha Galeria Liberte a Escola:

Link para galeria aqui

Para ver como apresentação de slides clique aqui

Abração
Alissa

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

X Seminário Internacional e o XI Seminário Estadual sobre Agroecologia




Discutindo a Agroecologia

 Com o tema “Produzindo sem degradar”, está sendo realizado em Porto Alegre o X Seminário Internacional e o XI Seminário Estadual sobre Agroecologia. O evento, que teve abertura no dia 08 e se encerra hoje, dia 10 , teve até o segundo dia aproximadamente 1000 inscritos, entre estudantes, pesquisadores, técnicos e agricultores, o que demonstra a importância e a preocupação em relação a temática da agroecologia . 


As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site da Emater (www.emater.tche.br), no link Áreas Técnicas e, em seguida, Seminários e Congressos ou no local do evento (no Auditório Dante Barone, da Assembleia Legislativa).

Nesta quinta-feira, 10, o subtema será Pesquisa em agroecologia: desafios e possibilidades. Na parte da manhã, as palestras são CCR/UFSM: portador de experiências agroecológicas e interação com a sociedade, por Danilo Rheinheimer dos Santos, da UFSM, de Santa Maria; Construção do conhecimento agroecológico na Embrapa, por Ynaiá Bueno, da Embrapa Transferência de Tecnologia, de Brasília (DF); A Experimentação participativa como modelo de pesquisa do e para o agricultor, por André Ferreira, presidente da União das Associações Comunitárias do Interior de Canguçu (Unaic); e sobre Extensão e Pesquisa – Um olhar da Extensão Rural Oficial, por Pedro Boff, da Epagri (SC).

À tarde, o tema tratado será As dimensões política e ética da agroecologia. A palestra de encerramento será às 14h, com a geóloga e coordenadora do Núcleo Amigos da Terra (NAT – Brasil), Lúcia Ortiz. Haverá ainda debate, plenária para discussão e aprovação de propostas, pronunciamentos finais da Comissão Organizadora e o encerramento, previsto para às 16h30.

Como atividades complementares estão previstas Exposição da Biodiversidade, no Vestíbulo Nobre da Assembléia Legislativa e visitas à Feira Ecológica (Espaço da Secretaria da Agricultura).(Tarde 9/12 - Livre), à Feira Ecológica (Espaço do MAPA – Tarde 9/12 - Livre) e à Banca do MST, no Mercado Público de Porto Alegre (Dias 8,9 e 10/12 -Livre).

A realização dos Seminários é da Emater/RS-Ascar, Embrapa Clima Temperado (Pelotas/RS), Ministério do Desenvolvimento Agrário, Assembléia Legislativa e Governo do Rio Grande do Sul . A promoção é da Associação Brasileira de Agroecologia , Associação dos Servidores da Ascar-Emater/RS, Associação dos Engenheiros Agrônomos de Porto Alegre, Banrisul, Centro de Ciências Rurais da UFSM, CUT-RS, Comissão de Produção Orgânica do Rio Grande do Sul, Crea/RS, Emrede – Ecosol, Grupo de Agroecologia Terra Sul (UFSM) – GATS, Grupo de Agroecologia (UFPel) – GAE, Grupo Uvaia de Agroecologia (UFRGS), Incra, Núcleo de Ecojornalistas RS, Núcleo de Ecologia – GUAYÍ, PGDR - Universidade Federal do Rio Grande do Sul PGDR/Ufrgs, Secretaria Estadual do Meio Ambiente (FZB, Pró-Guaíba), Sindicato Semapi, Sargs, Rede Orientada ao Desenvolvimento da Agroecologia – Roda.


Fonte: Emater

Por Vania Pierozan 

TEIA REGIONAL SUL ACONTECERÁ EM FEVEREIRO DE 2010

A rede dos Pontos e Pontões de Cultura, a Articulação Sul da Ação Cultura Digital e a Representação Regional Sul do Minc estão preparando a Teia Regional Sul, encontro que reunirá representantes dos Pontos de Cultura, Ação Griô e outros projetos relacionados ao Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura.

O evento, que aconteceria em dezembro, foi prorrogado para viabilizar mais recursos e parcerias que possibilitem a participação de todos os Pontos do Sul, que são mais de 170. Definiu-se as datas de 26 a 28 de fevereiro de 2010 para a realização do evento, que acontecerá na cidade de São Francisco do Sul, SC. São esperados para o encontro aproximadamente 250 parttcipantes, que além de discutir as diretrizes e ações, estarão apreserntando alguns dos produtos culturais desenvolvidos nos Pontos de Cultura da região Sul. As inscrições para o Teia Sul estarão abertas até o dia 10 de dezembro, próxima quinta-feira e devem ser feitas pelo sítio: http://teiasul.org. Será viabilizada a participação de um representante por ponto, mas as inscrições são abertas a todos os interessados.

A articulação dos três estados para a organização do Teia Sul já vem acontecendo desde o Encontro Ibero Americano de Cultura, onde aconteceu uma das primeiras conversas sobre o evento. Neste proceso de organização, o diálogo em rede e o envolvimento entre os Pontos de Cultura tem sido busca constante no sentido de criar um espaço de trocas que possibilite a participação ativa dos agentes, no processo de organização do evento e também nas discussões e ações de políticas públicas de cultura. As reuniões acontecem on-line para garantir a participação de todos, porém alguns núcleos tem se reunido de forma presencial para discutir os encaminhamentos do encontro.



Reunião de encaminhamentos que aconteceu no Pontão de Cultura Minuano, no dia 30 de novembro 2009.

Vania Pierozan

sábado, 5 de dezembro de 2009

Sobre a tradição da religião de matriz africana do Rio Grande do Sul

Egbé/RS
Ogun

O Grupo de Estudos do Egbé/RS é um projeto da ONG Egbé Òrun-Àiyé, seção Rio Grande do Sul, formada por sacerdotes e vivenciadores das religiões afro-brasileiras, e que estuda e promove a Teologia e a Filosofia (a mitologia, história, cultura, tradição) de Matriz Africana em todo o Brasil.

Para a tradição da religião de matriz africana do Rio Grande do Sul, o ano de 2009 é regido pelo Orixá Ogun – desbravador, senhor das estradas, da agricultura e da tecnologia. Além disso, este Orixá é um dos mais populares do Brasil, sendo louvado de norte a sul do país, já que foi sincretizado com um santo católico não menos popular: São Jorge.

Em 2010, iniciaremos o ano em uma sexta-feira, dia este com maiores irradiações do Grande Pai Oxalá e da Grande Mãe Iemanjá.

Ano regido pela Senhora da Geração e o o Senhor da Fé, que ano !

Sabe-se que assim como Oxalá, que reúne todas as qualidades dos todos Orixás, em Iemanjá temos de todas nossas Mães Divinas

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Relatório da Plenária de Arte Digital

Aqui está o relatório da Plenária que veio acontecendo (também no Fórum de Cultura Digital Brasileira) em vários estados para construção de uma política pública para a Arte Digital brasileira:
arte_digital_relatorio_final


Abração
Alissa Gottfried

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Articulação do Sul para 8ª Oficina de Inclusão Digital De 24 a 27 de Novembro em Belo Horizonte

Notícia Ação Cultura Digita Sul - MINC Pontões da Região Sul respondem questionário para 8ºOID


Em  breve os Articuladores Sociais  Paulo Sergio Medeiros  Barbosa responsável  pela  articulação de  Ações de  Cultura  Digital junto  aos  Pontos  de  Cultura do  no  Rio  Grande  do  Sul  e parte do Parana,  dividindo essa  tarefa  com  Thiago  Skarnio responsável  por  Santa Catarina  e parte do  Paraná. Em breve estarão disponibilizando os  questionário aplicados nos  Pontoes Minuano, Foco, Ganesha, Soylocoporti,
O  questionário  reunirem  informações que  que  servirão  de  base  para uma  propostas  de  atuação  unificada  de Ações nos estados da  Região  Sul  numa proposta  Nacional.
A foto registra  as articulações  realizadas  pelo  articulador  gaúcho Paulo Sergio Medeiros Barbosa feitas no  Rio  Grande do  Sul nos  meses.


Questionário:


0.   Proposta de trabalho (objetivos e atividades previstas) que constam no plano de trabalho


0.1 Regiões/Estados/Cidades que foram/são/serão envolvidas nas atividades do projeto segundo consta no plano de trabalho


1. Perfil - Esta parte do formulário foi pensada para que se tenha um entendimento geral sobre o perfil de cada projeto e as ações realizadas até o momento

1.1. O que vc entende como principais as características da Ação Cultura Digital e especificamente do seu projeto?

1.2. Qual é o perfil do seu projeto em relação a rede dos Pontos de Cultura? ex:. trabalho de suporte, produção artística, mapeamento, acervo etc.

1.3. Quais foram as principais ações desenvolvidas até o momento?

1.4. Estados e/ou cidades e regiões que foram/são envolvidos nas atividades do projeto?

1.5. Que articulações o seu projeto tem até o momento? projetos parceiros, listar principalmente os do Programa Cultura Viva.

1.6. No seu entendimento foram cumpridos todos os objetivos do seu projeto?

1.7. Vocês utilizam alguma plataforma ligada ao Programa Cultura Viva? Ex:. Iteia, EL, Mapsys, IPSO etc

1.8. São utilizados softwares livres no seu projeto? caso sim, quais são os principais?

1.9. Na sua opinião qual é a maior dificuldade na sua região dos Pontos de Cultura na implementação da Cultura Digital?


2. Demandas e dificuldades - Esta parte foi pensada para que se forme um entendimento do que pode ser feito para facilitar o trabalho de Cultura Digital tanto local quanto nacionalmente e também para identificar pontos comuns de entraves na rede assim como potenciais pontos em comum de demandas. Essas informações foram pensadas para poderem subsidiar e facilitar a articulação entre os Governos Estaduais, Pontões de Cultura e a Ação Cultura Digital Nacional.

2.1. Quais foram as maiores dificuldades enfrentadas na execução do seu projeto?

2.2. Na sua opinião como e quais ações de Cultura Digital podem ajudar aos Pontos de Cultura em geral e especificamente na sua região? Mesmo que não sejam ações desenvolvidas pelo seu projeto.

2.3. Descreva por ordem de prioridade 2 demandas em âmbito regional e 3 em âmbito nacional, que solucionadas ajudariam para a melhor execução de projetos de Cultura Digital. EX:. Constituição de plataforma de acervo; plataforma de mapeamento; material didático de suporte ao uso de software livre; equipe de acompanhamento e formação nacional etc.

3. Planejamento e Ações Futuras - Nessa última parte do formulário espera-se conseguir informações que ajudem a pensar uma articulação da rede para a solução das demandas identificadas no item 2 e também gerar um entendimento geral de como os projetos vinculados a Cultura Digital pensam ou já realizarão a articulação e/ou ativamento da Rede de Cultura Digital.

3.1. Que projeto na rede do Programa Cultura Viva você considera um caso de sucesso? e porque?

3.2. Que projetos de Cultura Digital (independente de ser do Programa Cultura Viva) você diria que são casos de sucesso? e porque?

3.3. Quais são as principais atividades e objetivos previstos para o seu projeto no caso da renovação?

3.4. Entre as demandas que você descreveu anteriormente (item 2.3), quais você acha que o seu projeto poderia contribuir para a solução ou produção? e como?

3.5. Considerando a Cultura Digital como uma grande rede, quais propostas você daria para facilitar o diálogo entre os projetos de Cultura Digital? Ex:. Encontros, Listas, Fórum, newsletters, blogs linkados (estilo - http://www.planetplanet.org/) etc.

3.6. Você acha que existe muito trabalho duplicado na Rede de Cultura Digital? Se sim, qual?

3.7. Você conhece ou acredita que exista algum projeto muito similar ao seu? se sim, qual? e vocês conversam e/ou fazem ações conjuntas?
 

--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
(051) 32287917
(051) 85393876



Diagnostico de Rede

.
Trecho do Relatório da Cultura Digital sobre articulação em redes, 2009.

Vivemos em uma realidade na qual o fenômeno das redes é absoluto. Para compreender a atualidade é necessária uma perspectiva histórica que combine elementos e conceitos que subsidiem este estudo, pois os Pontos de Cultura antes de serem assim denominados eram parte de uma outra rede.

Santos define rede como  "toda infra estrutura permitindo o suporte de matéria, de energia, ou de informação que se inscreve no território onde se caracteriza pela topologia dos seus arcos de transmissão, seus rios de bifurcação ou de comunicação". Com o aumento das conexões encurta-se  espaço e tempo nas relações de troca. Mais que isso, as tecnologias da informação e comunicação promovem uma inversão das temporalidades; o tempo social se condiciona ao tempo dos instrumentos técnicos e as fronteiras tornam-se virtuais.

Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
(051) 32287917
(051) 85393876


Questionário Diagnostico Rede Mocambos Nacional-II ENRM 2009

Bom  dia a  todos.

Primeiramente peço a benção dos mais velhos pra ir falando.

E com muita satisfação saúdo os representantes articuladores Locais da Rede Mocambos Nacional.

No dia 24 novembro inicia o II ENRM que vai até dia 29. Para desenvolver as rodas de conversa precisamos levantar algumas informações.

ESTE E-MAIL TEM UM QUESTIONÁRIO EM ANEXO COM 15 PERTUNTAS


È importante que todos respondam o questionário em anexo.

Esse questionário foi feito de forma a facilitar o máximo seu preenchimento e sistematização.

Esse questionário deve ser respondido e enviado no máximo até o dia 23 de Novembro.

Das comunidades convidadas apenas 4 não possuem e-mail de contato. Mas vamos contar com os articuladores locais.

Um articulador local pode responder o questionário por mais de uma Comunidade, basta ter

vivência e conhecimento da situação da comunidade.

SAÚDO OS  ILUSTRES ARTICULADORES(AS)  LOCAIS  CONVIDADOS.

Beth de Oxum,

José Araújo da Paixão

Antonio Jorge de Jesus,

Jose Carlos do Nascimento Galiza

Maria de Lourdes Tavares

Julesmã Teixeira Colares

Ananias Nery Viana

Vitor José de Vasconcelos Grossi.,

Cleyton José da Silva,

Lúcia Maria Crispiano da Silva,

Adelio Carvalho,

Jose Oraci Santos,

Ana Hermelinda Centeno,

Margareth Maria de Lima,

EU Paulo Sergio ( PC),

Mestre Chico,

Gilson Magno Santos Pinto,

Raimunda Nilma de Melo Bentes,

Jane Aparecida de Camargo,

Jaqueline da Costa Fortes Alves,

Esmeraldina Leite Coelho,

Fabiano Santos Silva,

Telma Maria Barata Castelo,

Carlos Eduardo Dutra de Aguiar,

Francinete Pereira da Cruz,

Maria da Anunciação Silva,

Wallace da Conceição,

Domingas dos Santos Dealdina,

Geanis Cosme dos Santos,

Regina,

Ana Paula,

Valda Braga,

Elvis/Laís,

Nilce,

Banto Palmarino, Guiné, Perna, Banto Ikê, Avenã,

Maria Malcher

Janaína Muniz Lobato, Robson

Trecho do Relatório da Cultura Digital sobre articulação em redes, 2009.

Vivemos em uma realidade na qual o fenômeno das redes é absoluto. Para compreender a atualidade é necessária uma perspectiva histórica que combine elementos e conceitos que subsidiem este estudo, pois os Pontos de Cultura antes de serem assim denominados eram parte de uma outra rede.

Santos define rede como  "toda infra estrutura permitindo o suporte de matéria, de energia, ou de informação que se inscreve no território onde se caracteriza pela topologia dos seus arcos de transmissão, seus rios de bifurcação ou de comunicação". Com o aumento das conexões encurta-se  espaço e tempo nas relações de troca. Mais que isso, as tecnologias da informação e comunicação promovem uma inversão das temporalidades; o tempo social se condiciona ao tempo dos instrumentos técnicos e as fronteiras tornam-se virtuais.

Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
(051) 32287917
(051) 85393876

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Video sobre o crime da Banca de Frutas da Praça Raul Pila

Video sobre o crime da Banca de Frutas da esquina



















No centro de Porto Alegre-RS, Brasil, há 40 anos havia, na praça Raul Pila, uma banquinha de fruta 24h. Esta é a historia de uma das várias bancas de Porto Alegre que estão sendo sistematicamente retiradas pelas autoridades municipais, numa campanha de "limpeza" e "embelezamento" do centro da cidade.

Este vídeo foi produzido durante a oficina do Coletivo Catarse para os participantes do I Colóquio de Educação Libertária da UFRG.

Mais fotos aqui

Assista o vídeo aqui

Download do vídeo: http://thepiratebay.org/torrent/5166294/A_Banca_de_Fruta_que_Incomodou

Defenda a Banca do Seu Machado!

Abraço libertário

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

sábado, 31 de outubro de 2009

Documentário - O Feminino no século XXI

A cpfl cultura apresenta nesta quinta-feira em Campinas duas exibições do documentário 'O Feminino no século XXI', roteirizado e concebido a partir do ciclo de palestras "A globalização é feminina", realizado pela cpfl cultura ao longo de 2008.

Sinopse

Ticiana Werneck mora em São Paulo, SP. Profissional liberal, mãe, e esposa. Uma sequência de papéis e responsabilidades assumidas pela mulher contemporânea. Mas a contemporaneidade também está inserida em contextos e realidades distantes e distintas das de nossa personagem. Mulheres que contam suas histórias de maneira muito particular. Índia, Caxemira, Repúplica Democrática do Congo são alguns de nossos universos. Quem são todas essas mulheres? O que almejam? O que as une? Quais as percepções e experiências vividas por esses femininos em pleno século XXI?

Ficha técnica:
"O Feminino no século XXI"
Documentário com 52 min de duração
Direção: Tatiana Barbosa e Henry Ajl
Direção de Fotografia: Markus Bruno
Roteiro: Tatiana Barbosa
Montagem: Marco Korodi
Arte gráfica: Fernando Clauzet
Trilha Sonora Original: Rafael Gallo

Serviço:

Indicação: 12 anos
Local: Auditório Umuarama, na cpfl cultura
Data: Dia 29 de outubro às 18h e 20h
Programação gratuita e por ordem de chegada. Distribuição de ingresso a partir das 17h. A cpfl cultura em Campinas fica na rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632 – Chácara Primavera. Mais informações pelo telefone (19) 3756-8000

--
Alissa

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Ponto de cultura Odomode abre selecao dos Bolsistas para o Edital dos Agentes cultura Viva.

Ponto de Cultura  Odomode
Edital de Seleção  de Agentes Cultura Viva 2009
Critérios de  seleção


Ponto de  cultura  Odomode torna  publico a  seleção dos Bolsistas para o Edital dos  Agentes  cultura  Viva.

Critério de  Seleção:
  • Estar na faixa etária de 15 a 29 anos.
  • Experiências de atuação como agente multiplicador das ações e experiências promovidas pelos Pontos de Cultura Odomode.
  • Ter  participado de articulação em uma das redes temáticas do Ponto de Cultura; Pontinhos, Ação Griô, Cultura Digital e Projetos  Sociais.
  • Ter relação com a cultura Afro-Brasileira conhecimento com os processos educativos;
  • Liderança da juventude das comunidades onde atuam.



Esse edital tem  seu período  de  inscrição  entre os  dias 3 e 13 de  outubro.





_________________________________
Direção  do  Ponto de  Cultura Odomode


--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
(051) 32287917
(051) 85393876



--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
(051) 32287917
(051) 85393876

terça-feira, 29 de setembro de 2009

I Colóquio de Educação Libertárias da UFRGS

Car@s colegas, amig@s e possíveis interessad@s

Convidamos a todos(as) para o I Colóquio de Educação Libertárias da UFRGS, que será realizado nos dias 13, 14 e 15 de outubro, na sala 101 da Faculdade de Educação da UFRGS (FACED). O Colóquio acontece no centenário da execução pelo Estado Espanhol do pedagogo catalão Francisco Ferrer y Guardia, que baseado nos princípios anarquistas, idealizou a pedagogia libertária e seu espaço de aplicação, as Escolas Modernas, criadas em muitos países no início do século XX.

A programação do colóquio inclui debates, conversas, oficinas e filmes que possibilitem não apenas aprofundar os conhecimentos sobre as experiências históricas das escolas modernas ocorridas em diferentes lugares e momentos, mas também instigar reflexões sobre os limites e possibilidades de se pensar e construir experiências hoje que retomem e atualizem os sentidos da Educação Libertária.

Como complemento do colóquio, haverá também, entre os dias 28 de setembro e 31 de outubro, uma Mostra Fotográfica no saguão da Faculdade de Educação da UFRGS, exibindo fotos de Escolas Modernas criadas em diversas partes do mundo (incluindo Porto Alegre), estudantes, docentes, colaboradores e apoiadores dessas escolas, assim como de experiências recentes de educação libertária.
Segue em anexo a programação completa:








Abraço coletivo!

Alissa Gottfried

sábado, 12 de setembro de 2009

VideoaAtivismo no Cinema: Fronts de uma Guerra Midiática




Em Porto Alegre no sábado (22/08) começou a segunda edição da mostra de documentários Videoativismo no cinema. Por seis sábados seguidos até o dia 26/09, sempre às 15 horas o auditório da escola técnica da UFRGS se converte em um espaço de exibição de vídeos políticos divulgados pela rede mundial de computadores, e debates com comentadores convidados. A entrada é livre e franca.

Programação


22/08 BRAD WILL: uma noite nas barricadas

29/08 GOOD COPY, BAD COPY

05/09 CRUZANDO O DESERTO VERDE + SOJA

12/09 A REVOLUÇÃO DOS COCOS

19/09 A DIGNIDADE DOS NINGUÉNS

26/09 OCUPAÇÃO 101: a voz da maioria silenciada

Assista e faça download dos vídeos aqui

http://videoativismo.deriva.com.br/

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Mini-curso de GIMP no II Fórum de Tecnologia em Software Livre


Convite para mini-curso gratuito de GIMP - Edição de Imagens e Fotografias, no II Fórum de Tecnologia em Software Livre que acontecerá em Porto Alegre às 14 horas do dia 1° de outubro na sede da SERPRO.
Conteúdo programático:

Formatos de documentos de imagem; Pixel; A interface do GIMP; Configuração de abas e janelas; Camadas; Opacidade para marca d'água; Edição de fotografias - nívies e cores; Ferramentas de cores: Como fazer máscaras para stencil no GIMP; Ferramentas para edição de fotografias; Pincéis; Ferramenta de texto; Importação de imagem; União de camadas; Filtros: Como fazer fractais no GIMP; Salvar imagem: Resolução e qualidade.

http://www.softwarelivre.serpro.gov.br/portoalegre/mini-cursos/gimp-edicao-de-imagens-e-fotografias

Espero que se divirtam!

Abrazzo


Alissa Gottfried
(51) 9100 4945

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Portaria MINC-MEC

Pontos da  rede

Portaria  do MIC e  MEC cofiram  a  portaria que  garente  a cultura  na  educação.
Esse  doc pode  ser  apresentado pelos  pontos de  cultura  na  rede escolar  para  realização de  atividades culturais de  cunho  educacional.


--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Articulador Social
Instituto Cultural Afro-sul Odomode
051-32287917

domingo, 16 de agosto de 2009

Produção literária com metareciclagem no Odomode gera uma rádio

Acompanhe o desenvolvimento do projeto Produção Literária em Comunidade no Ponto de Cultura Odomode:
sítio-e do Pontinho de Cultura Curiosa´Idade
Na história uma rádio está sendo montada:
Dgwp5j7j_330gf95hwpf_b Dgwp5j7j_336fgkdhdcj_b
Ouça uma das primeiras gravações da rádio na mimosa abaixo:

podcast pontinho 01

Alissa Gottfried
Educadora Popular
Ponto de Cultura Odomode/Pontinho Curiosa´Idade

domingo, 9 de agosto de 2009

Cultura Digital Sul - 9º Encontro das Culturas Tradicionais da Chapada

http://www.estudiolivre.org/el-gallery_view.php?arquivoId=7282

Economia, sustentabilidade e cultura digital.
Um dos projetos desenvolvidos pele equipe foi a criação de um banco de dados na web de oferta de produtos e serviços de alguns artesãos que participam do evento. Paulo Brabosa e Pedro Jatobá buscaram destacar as vivências, as histórias de vida dos entrevistados. Cada artesão teve a oportunidade de catalogar em formato digital alguns de seus produtos. O material, depois de reunido, foi postado no site oficial do evento e no Portal ITEIA. Destacam em cada catálogo o tipo de material e técnicas utilizadas. O projeto se preocupou em atender o trabalho de alguns artesãos que se destacaram pela apresentação final dos seus produtos.

Proposta de participação da rede de Cultura Digital no 9 Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros - GO 2009

Antônia Lopes de Oliveira

''Morei em Pernambuco, depois fui para Bahia, lá morava em Santa Maria da Vitória.
Morei também em Brasília 20 anos. Hoje onde eu moro não tem nem energia elétrica na fazenda Recife em Alto Paraíso. Realizo oficinas. Atualmente desenvolvo ministrando 26 técnicas. Só trabalho com matéria-prima do Cerrado. Desde meus 6 anos de idade iniciei no artesanato, estou com 76 anos. Nos meus 70 de artesanato aprendi a utilizar muitas matérias naturais encontrados no Cerrado. Capim, eu conheço o: Sempre Verde, Colonhão, Guiné, Mambaça e o Tanzio, todos da mesma família. O que varia em cada Capim é o modo de cortar e na aplicação''. Utilizo várias matérias, vou dizer os nomes: Palha de Buriti secado, que é extraído. Tudo que utilizo é extraído de forma manual, respeitando a natureza. Pra fazer os bichinhos da Natureza utilizo:CCasca de Barú, Mirindiba conhecida como Pau Pilão, sementes de Cabeça Doce, Ziera ou Bolsa de Pastor ou saco de Bode.

Para fazer os peixes uso as folhas da Indanha. As Flores são feitas de Carne de Vaca. As bonecas eu uso Palha, Sabugo de Milho e o cabelo de outro tipo de milho. Eu conheço uns cinco tipos de Milho: Gigante 3T, Branco, Rosa, Bege e o Dourado. Vejo meu trabalho como uma terapia que ensina a zelar pela natureza. Gero minha renda com pequenos custos de investimentos. Tudo que faço é com muita dedicação e persistência.

Gilbertina Aires Ribeiro
contato: (63) 3378-1161
email: gilcapimdourado@gmail.com

Ex-cabelereira, nascida em Ponte Alta, Tocantins. Atua como artesã há 06 anos.
Faço de tudo: bijuterias ( pulseiras, brincos,colares,anéis e braceletes) bolsas, mandalas.

O capim Dourado virou a fonte de renda de toda a familia.
Na época em várias pessoas começaram a fazer arte com a palha eu me interessei também. Aprendi com a mulher que alugava uma sala onde eu tinha meu salão de beleza. Analia me ensinou o básico, como dobrar e costurar aprendi sozinha.
O Capim é colhido no campo entre os meses de setembro e outubro. A artesã nos conta sobre o processo de criação: "Bom, primeiro ele é colhido e lavado, a gente põe uns 15 minutos de molho na água; depois iniciamos o moldaldo. O segredo é fechar o miolo logo no início, pra isso essa parte do capim deve estar bem umidecida, o restante podemos dorbrar sem molhar.Ai então podemos começar a costurar com cordão de seda de Buriti. É uma mercadoria que vende, basta ter um bom acabamento.

Nosso trabalho mudou muito desde que começamos. Nos adaptamos ao trabalho que geralmente era com peças grandes. Agora produzimos muitas peças pequenas. Estamos preparando uma nova coleção que vai ser lançada em breve. Procuramos sempre inovações, seja com oficinas ou coisa que a gente vai inventando."

Rober e Michele -
contato: pedradefogo@yahoo.com.br / micha_ogonzales@hotmail.com

Ele ex torneiro mecânico, ela ex- farmacêutica. Rober nasceu em Pelotas e Michele em Jaguarão, cidades do sul do Rio Grande do Sul. Aprenderam o que sabem nas andanças pelas estradas, no contato com outros artesãos, com pesquisa em livros e revistas de diversas bibliotecas do país. Estudam as diferentes culturas, principalmente as indígenas como: Krahô, Xerente, Tereno e Apinagé e os diferentes materiais. Muito dos trabalhos surgem de forma instintiva. Rober mais velho, está na estrada há 16 anos. Já Michele há 04 anos.
Transmitem seus conhecimentos a várias pessoas pelos lugares onde andam, bastando apenas que a pessoa demonstre interesse em aprender.

Para confecção de seus trabalhos utilizam reciclagem de material natural, pedras preciosas e semi-preciosas, e as técnicas são pirografia, macramê, as malhas medievais são tramadas com metais como cobre, alpaca, prata e ouro. "A vaidade, adornar com arte a rotina. Dar espírito à matéria. Forma de transmissão de conhecimento." É assim que Rober e Michele definem seus "trampos".
endereço na web: www.iteia.org.br/autor/robersoares


Ponto de Cultura Pulsando Brasil / Coletivo Mestre Noza

Edlenio Ferreira Duarte hoje é escultor. Faz parte de uma cooperativa que conta com mais de 150 participantes. Nasceu em Juazeiro do Norte, no Ceará. É ex- cobrador de ônibus inter-estadual. Sobre o seu trabalho ele diz: "Já faz 04 anos que estou fazendo artesanato. Vejo meu trabalho como uma representação do folclore local e do nordeste. Faço famílias, reizados, bacamarte. Na cooperativa fizemos qualquer tipo de peça desde miniaturas e arte tradicional Sacra. Aprendi com meus familiares. Aí a gente começa como aprendiz.

Ajudei várias pessoas e foi aprendendo." A respeito do material usado no entalho na madeira, Edlanio conta: " para a minha arte na madeira utilizo Emburana. As madeiras que eu utilizo são certificadas ou encontradas caídas na natureza.
www.iteia.org.br/mestrenoza.

GENOLINO DA SILVA MALTA Contato:(61) 9197-0772
Nascido em Planaltina de Goiás- GO, realiza artesanatos há 06 anos. Começou por necessidade e curiosidade. Faz mandalas utilizando cipós, madeira e serragem. Os cipós são variados, colhidos no mato. Seu estilo é o de Marchetaria que é um tipo de Mosaico. Essa técnica remonta a Antiguidade. Define suas mandalas como formas de decoração e Religiosidade. Pretende um dia poder ensinar outras pessoas a realizar essa arte.Todas as peças estão dispostas em uma base de compensado.

Cultura Digital Chapada dos Veadeiros - GO

A participação de iniciativas em Inclusão Digital e Cultura Digital, no 9° Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, pretende servir de instrumento de afirmação e apoio aos diversos movimentos de culturas resistentes e tradicionais. Tais instrumentos são fundamentais para afirmar local e globalmente, através do registro e difusão, este acontecimento tão latente que é a interação de diversas redes culturais e étnicas neste Encontro.Assim, pretendemos contribuir com oficinas de registro e publicação em multi-midias, além da organização de debates sobre o tema de Cultura e Novas Tecnologias.

Site: http://www.encontrodeculturas.com.br/ Twitter: http://twitter.com/encontrocultura Flickr: http://www.flickr.com/photos/encontrodeculturas/


--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Técnico de Instrução Continuada.
Ministério da Cultura - SSC
(51)85393876

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Mimosa do Pontinho de Cultura Curiosa'Idade é premiada no I Festival de Robótica Livre do fisl 10

A mimosa do Pontinho Curiosa´Idade foi construída para as vivências do curso de produção literária que acontecem nas segundas-feiras no Ponto de Cultura Odomode. Na atividade as crianças vivenciam histórias sobre sua comunidade, através do jogo "Comunativo" que se trata de um RPG desenvolvido por esse projeto de oficina, onde uma maquete é montada com materiais reutilizados e depois proposta como trama nas histórias. Por exemplo na mimosa teatraliza-se a construção da rádio proposta na maquete/tabuleiro. Mimosa é o nome carinhoso usado pelo movimento da metareciclagem dado às máquinas reconstruídas apartir de PC's antigos ou estragados.

Durante o fisl 10 a mimosa do Pontinho foi construida adaptada a um carrinho de supermercado com ajuda de estudantes da UFMG no Ponto de cultura Odomode e através deles participou do I Festival de Robótica Livre que aconteceu na PUC durante o fisl 10. Lá na PUC foi implementado, na Mimosa do Pontinho, o projeto de robótica livre chamado "Apontador de Estrelas", que ganhou o primeiro prêmio na categoria robótica iniciante. O projeto trata-se de uma antena controlada por linha de comando, para cima/baixo e direita/esquerda que no RPG simboliza a torre de comunicação da comunidade onde estão sendo transmitidos os programas de rádio gravados pelas crianças durante a atividade de produção literária.

Depois de participarem do fisl 10 e apartir das vivências com a mimosa, as crianças do Pontinho, empolgadas com a robótica que estão desenvolvendo, montando robôs apartir de carrinhos eletrônicos estragados, e criaram, então um programa na rádio da mimosa falando sobre o projeto de robótica deles para a comunidade do Odomode.


Abaixo o vídeo documentando as gravações
na mimosa do programa de rádio sobre robótica :

video

Clique aqui para ver as fotos das atividades com a mimosa

o sítio do Pontinho foi tirado do ar MISTERIOSAMENTE se alguém puder ajudar a resgatar esse trabalho pra rede manda mail: alissa@softwarelivre.org

terça-feira, 30 de junho de 2009

Formação e capacitação são prioridade para o Kuai Tema

Formação e capacitação são prioridade para o Kuai Tema

Os meses de agosto e setembro serão períodos de muita discussão e debate para os pontos de cultura do Paraná. Com o objetivo de propiciar uma maior qualificação e permitir o uso integrado de ferramentas de comunicação, o Pontão Kuai Tema irá promover três seminários regionais de formação.

O primeiro deles acontece em Curitiba, nos dias 03 e 04 de agosto, e será voltado para os pontos de cultura da capital, região metropolitana, litoral e Ponta Grossa. O segundo, acontece em Cambé, nos dias 27 e 28 de agosto, tendo como público os pontos de Londrina e região norte do estado. Já o oeste do Paraná receberá o seminário em meados do mês de setembro, restando ainda definir o local e a data exata.

Os participantes terão oficinas sobre políticas culturais, gestão cultural, internet e software livre e produção e edição de áudio e vídeo. Os oficineiros serão os profissionais que estão a frente do Kuai Tema e também membros do Pontão Focu e Minuano, ambos do Rio Grande do Sul, do Ganesha, de Santa Catarina, e da Quixote Art, de Curitiba. Representantes do Ministério da Cultura também participarão dos encontros trazendo informações sobre editais e orientando sobre convênios.

Uma questão central desses seminários é propiciar a capacitação em ferramentas de comunicação que permitam a conexão em rede, como o Portal Kuai Tema. Neste espaço, cada ponto terá um blog, com possibilidade de postar textos, áudio e vídeos. "A potencialidade do portal é grande, mas seu sucesso dependerá da adesão dos pontos à idéia. É importante perceber que quem ganha com essa articulação em rede são os próprios pontos de cultura, que terão mais visibilidade e possibilidade de trocas, aprendendo coletivamente", afirma Gustavo Guedes, membro da equipe Kuai Tema.

Para saber mais sobre o seminário e se increver, ligue para a gente: 041 3092-0463 e fale com Érico Massoli. Ou nos escreva: erico@soylocoporti.org.br

http://kuaitema.soylocoporti.org.br/
--
Ana Paula Stock

Gentileza gera gentileza

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Fwd: Ação Cultura Digital Sul - Oficina de cinema Livre

Uma parceria entre a Rede Mocambos e a Escola de Cinema Darcy Ribeiro do Rio de Janeiro possibilitou a realização da oficina de cinema livre, que acontece nos dias 12 e13 de junho, na cidade de Porto Alegre, no Pontão de Cultura Minuano Digital.

O Prof. Aloizio Abranches, diretor de Um Copo de Cólera e Três Marias, transmitirá os conhecimetos básicos para a realização de uma produção cinematográfica. A proposta da Escola é aproximar os participante do mundo do cinema, mostrando os processos para se chegar a um filme ou vídeo com bons resultados. O maior interesse dos participantes é na produção de vídeo documentários das comunidades ou setores em que atuam . Em julho acontecerá um segundo momento da formação, mais direcionada à edição de video que será ministrada pela aluna formanda da escola Nadia Prestes.

No ano de 2008 numa parceria da Rede Mocambos e escola de cinema Darcy Ribeiro a escola cedeu cinco bolsas de estudos na instituição. Agora como contra-partida Nadia ministrará oficinas de videos para as comunidades parceiras da rede. As oficinas serão em software livre Kdlive.

Além disso, haverá discussões sobre metodologias de construção dos roteiros dos documentários propostos pelos alunos participantes da oficina. Vários municípios e entidades participam do evento, pessoas vindas de Rio Grande, Pelotas, Estrela, Ilha da Pintada, Pontos de Cultura: Odomode, Maria Mulher, Pontinho de Cultura e Ação Griô, estudantes da UFRGS, Grupo NEA, Casa Brasil.

Seguindo os objetivos do Pontão Minuano Digital que são de instrumentalizar a Rede da Cultura Digital para que se utilizem das tecnologias livres potencializando produções e expressões das culturas populares. A Rede Mocambos e o Pontão Minuano fazem parte do Projeto Cultura Viva, do Ministério da Cultura.


--
Paulo Sergio Medeiros Barbosa
Técnico de Instrução Continuada.
Ministério da Cultura - SSC
(51)85393876


quarta-feira, 3 de junho de 2009

Pela Cultura Quilombola

Na próxima quinta haverá um encontro motivado pela valorização da cultura Quilombola. A idéia é continuar no clima de Brigada Pedagógica da colheita do Arroz Quilombola, que aconteceu em 16 e 17 de maio, na comunidade de São Miguel dos Pretos, em Restinga Seca, Rio Grande do Sul.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

OFICINA DE ÁUDIO-VISUAL

PARCERIA ENTRE REDE MOCAMBOS E ESCOLA DE CINEMA DARCY RIBEIRO

Data: 12 e 13 de junho
Horário: 09:00 - 12:00 e 14:00- 18:00
Local: Pontão de Cultura Minuano Digital e Ponto de Cultura Odomode
Programa : roteiro, direção, captação de imagem e edição final


Os representantes da Rede Mocambos atuantes nos movimentos culturais, reunidos com Paulo Barbosa da Cultura Digital no Ponto de Cultura Odomode, que também faz parte da Rede, apontaram a necessidade de realização de oficinas pra potencializar a produção áudio visual na região sul. Então foi contactada a Escola Darcy Ribeiro para construirmos a possibilidade de um curso que incluísse no seu programa : roteiro, direção, captação de imagem e edição final para um grupo de 10 a 15 pessoas representantes dos Pontos de Cultura, Ação Griô, Casas Brasil e Rede Mocambos.

Conforme Elziane Dourado, da Coordenação de Ensino da Escola a oficina acontecerá nos dias 12 e 13 de junho, no horário de 09:00 - 12:00 e 14:00- 18:00. Os locais das atividades serão o Ponto de Cultura Odomode e o Pontão Minuano. O professor Aluízio Abranches que ministrará a oficina é cineasta e conhece todo os processos que se relacionam a feitura de um filme. Para saber mais sobre a Escola http://www.escoladarcyribeiro.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home

A participação na oficina está condicionada a apresentação de um projeto de audiovisual a ser desenvolvido na comunidade de origem dos participantes e futuramente será disponibilizado na Rede Mocambos. A seleção se dará pela relevância dos projetos. A oficina será gratuita. Cada inscrito deverá trazer seus equipamentos (computador) e/ou câmera digital. Obs: Caso não possua, favor contactar para tentarmos resolver e facilitar a participação.

As inscrições foram prorrogadas até o 02 de junho e devem ser encaminhadas para o e-mail
barbosa175@gmail.com com um pequeno texto explicando as idéias para o projeto de audiovisual a ser desenvolvido em sua comunidade, ponto de cultura, local de estudo/moradia ou outro. A partir dessas idéias serão selecionados os participantes.

Sobre a Rede Mocambos
http://www.mocambos.net/
Acompanhe o desenvolvimento dos contatos e construção da oficina
http://oca.idbrasil.org.br/wiki2/index.php/WIKI_OFICINA_DE_CINEMA_ESCOLA_DARCY_RIBEIRO_CULTURA_DIGITAL_SUL_-2009

Por Vania Pierozan

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Ato Público Contra o AI-5 Digital mobiliza a sociedade gaúcha

Ato Público Contra o AI-5 Digital mobiliza a sociedade gaúcha 27/05/2009

Realizado dia 25 de maio, em Porto Alegre, o Ato Público Contra o AI-5 Digital reuniu, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, entidades, lideranças políticas e civis de vários setores interessados em protestar contra o projeto do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que pretende criar uma espécie de "censura" na Internet.
Conduzida por Josué Franco Lopes, coordenador-geral da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO), a manifestação contou com uma breve apresentação do membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGIBR e representante do Projeto Software Livre Brasil (PSL), Everton Rodrigues, que na ocasião analisou o projeto proposto pelo senador tucano e salientou os objetivos do encontro.
foi abordada a importância da Internet como ferramenta para a produção e distribuição do conhecimento, A mobilização contou com setores da sociedade que lutam em defesa da liberdade na internet.
O Ato Público Contra o AI-5 Digital teve transmissão da TV Software Livre e cobertura em tempo real pelo Twitter e Facebook.
Após ter ocorrido em São Paulo e Porto Alegre, o ato em defesa da liberadade na internet irá ocorrer, no início de junho, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.
Entre os participantes da manifestação ocorrida hoje na capital gaúcha estiveram as seguintes entidades: cultura digital regiao sulAssociação de Mulheres "Vitória-Régia", Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), Pontão Cultura Digital Minuano, Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, Ponto de Cultura Odomodê, Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, Movimento Música para Baixar, Ponto de Cultura Voluntário "Vitória-Régia" e Rede de Trocas Solidárias do RS, União Nacional dos Estudantes, Central de Movimentos Populares de Porto Alegre - CMP-POA, POA TV - Canal Comunitário de Porto Alegre, Conrad - Conselho Regional de Rádios Comunitárias, DIST-Brasil - Democracia, Inclusão Social e Trabalho, Comissão do Rio Grande do Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação, CATARSE - Coletivo de Comunicação, Coletivo Ciberativismo, ABCID - Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital e PSL - Projeto Software Livre Brasil.

terça-feira, 26 de maio de 2009

COLHEITA DO ARROZ QUILOMBOLA - BRIGADA PEDAGÓGICA

ARROZ QUILOMBOLA: SABOROSO E NUTRITIVO

Aconteceu nos dia 16 e 17 de maio na comunidade de São Miguel dos Pretos em Restinga Seca, RS a III Jornada Pedagógica do Arroz Quilombola. A Jornada é realizada pelo NEA - Núcleo de Economias Alternativas da UFRGS e pela ONG Guayí. A proposta do evento realizado no quilombo é de fortalecer a cultura do arroz vermelho, também conhecido como arroz quilombola. Nos anos anteriores a colheita aconteceu em Mostardas e Tavares, e neste ano a colheita simbólica foi realizada na propriedade do casal Adélio e Zilá, em São Miguel do Pretos, Restinga Seca.


foto: Tusilé Soares

Na programação foram pensadas atividades que aproximaram os participantes do universo da cultura do arroz. Foi realizada a colheita coletiva, os pratos preparados com o arroz. A relação dos membros da comunidade com os estudantes e membros do movimento foi muito intensa e direta, já que ficaram hospedados, de forma bastante solidária, na casa de alguns moradores da localidade. A potencialização do plantio e beneficiamento do Oryza glaberrima (arroz vermelho, africano, quilombola) é estimulado pela organização da Brigada Pedagógica e pelos parceiros. O arroz que é oriundo da África e foi trazido pelos negros escravos durante o Brasil Colônia, tem altíssimo valor protéico e rico em vitaminas. O sabor é bastante agradável e a cor vibrante chama a atenção. Contudo, segundo os organizadores, "é no aspecto cultural que seu valor é mais ressaltado uma vez que representa um resgate de identidade dos povos afro-descendentes originários da escravidão negra em nosso país."


Foto: Alissa Gottfried

O Centro de Cartografia Aplicada e Informação Geográfica UnB registra 2.228 comunidades quilombolas espalhadas por todas as regiões do país. A Federação das Associações das Comunidades Quilombolas do Rio Grande do Sul informa que existem mais de 130 em território gaúcho: em Bagé, os quilombos de Palmas e Teixeiras, em Mostardas, o de Casca , em São Lourenço do Sul, o Rincão da Almas, o quilombo de Formigueiro, São Miguel dos Pretos, Maia e Martimianos em Restinga Seca, na região de Passo Fundo, Sertão, Arvorezinha e Mormaça, em São Gabriel o Quilombo do Serro do Ouro, em Livramento o de Ibicuí da Armada, Morro Alto em Capão da Canoa, Montenegro, Serra de Tapes, Maquiné, Palmares do Sul, São José do Norte, entre outras localidades.

Participaram do evento, além dos membros da comunidade local, estudantes da UFRGS, integrantes dos movimentos sociais e culturais, do NEA e da Guayí e representante do Ministério da Cultura, todas com o objetivo comum de conhecer o cultivo do arroz Também estiveram presentes pessoas ligadas à Rede Mocambos e à Cultura Digital. A Rede Mocambos existe em todo Brasil e nasceu da necessidade de tratar articuladamente as questões culturais e políticas para o povo afrodescendente e indígena. A Cultura Digital é um projeto novo que surgiu a partir da parceria firmada entre o MinC e o Ministério de Ciências e Tecnologias para acompanhar a Cultura Digital nas unidades Casa Brasil e Pontos de Cultura, equipes que além de mapear as redes, pretendem desenvolver o projeto de pesquisa Integração de Políticas de Inclusão Digital. Os representantes da rede Mocambos, Cultura Digital e MINC-RS levaram informações sobre a parceria do programa GESAC o MINICOM, que disponibilizou 70 antenas de conectividade para os parceiros da Rede Mocambos, cinco para comunidades quilombolas do RS, entre elas Restinga Seca. Com a perspectiva de saber das condições da comunidade em receber o projeto foram realizadas conversas, especialmente com os jovens, sobre a possibilidade de instalação de um telecentro com acesso à internet, uma necessidade para a comunidade, já que somente no centro de Restinga Seca há possibilidade de acesso em casas de conexão.


Foto: Paulo Barbosa

A idéia é de dar continuidade a III Brigada Pedagógica da Colheita do Arroz Quilombola através de encontros e debates durante o ano, desenvolvendo materiais como textos, fotos, vídeos, desenhos, poesias e o que mais for relacionado à atividade e a valorização do arroz quilombola. A proposta é reunirmos em um blog ou site da atividade, disponibilizando as informações, escrevendo artigos e releases para jornais, revistas e outros meios de comunicação.

Por: Vania Pierozan


quinta-feira, 21 de maio de 2009

Pontinho Curiosa'Idade e Teatro de Bonecos Divina Comédia

Assista o vídeo produzido pelo Grupo de Teatro de Bonecos
A Divina Comédia sobre a oficina no Odomodê com o Pontinho de Cultura Curiosa'Idade dia 18.05.09

http://www.youtube.com/watch?v=m9aMnYbW69M

Alissa Gottfried

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Fwd: Assinado o convênio para novos 70 Pontos de Cultura no Paraná



Pessoal informações da região sul.....

Numa cerimônia apática e sem grandes discursos, foi assinado nesta terça-feira, dia 28/04 o convênio entre o governo do estado e o Ministério da Cultura, que permite a criação de 70 novos Pontos de Cultura no Paraná.

O lançamento iniciou com uma fala do Ministro, Juca Ferreira, apresentando o MAIS Cultura e seu potencial impacto na cultura paranaense. Logo após, o governador Requião discursou sobre a cultura no Paraná, mas sem tocar nos pontos fundamentais que os movimentos culturais do estado fazem a estrutura da Secretaria de Estado (SEEC) sobre o assunto. Ovacionou o projeto das bibliotecas cidadãs, principal projeto da SEEC e, mais especificamente, da secretária Vera Mussi, e citou o exemplo de gestão que a sua esposa, Maristela, realiza no Museu Oscar Niemeyer.

De fato, a cultura no estado do Paraná não é tratada como pauta prioritária. Não existe um debate amplo sobre o assunto e, quando o governador abre a boca para tocar no assunto, quase sempre se equivoca nos seus encaminhamentos que não reflete de nenhuma forma os debates que a base dos movimentos culturais está fazendo.

articulação do deputado federal Ângelo Vanhoni

Os movimentos culturais devem se unir em torno desta pauta que é a implatação deste novo convênio, interferindo no processo e na construção de um debate que amplie a rede de Pontos de Cultura, mas com uma identidade clara de que políticas públicas para cultura queremos no Paraná.

Esperamos que a Secretaria de Estado da Cultura, com esse novo projeto, abra um debate amplo com os movimentos sociais ligados a cultura para que deixemos de tratar a cultura paranaense como mero aparelho de projetos pessoais. Que a SEEC continue na sua atuação na conservação do patrimônio histórico paranaense, mas que também comece a enxergar a cultura como viva e dinâmica, construída por pessoas e entidades que lutam todos os dias para valorizar a cultura do Paraná.


quinta-feira, 14 de maio de 2009

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Alguns vídeos sobre a crise no RS


Os vídeos estão na ordem dos fatos:


Prisão da vice presidente do CPERS (Sindicato dos Professores do RS):


No dia 14 de março de 2008 os professores estaduais do Rio Grande do Sul na tentativa de obter uma audiência com o Governo ocupou o Centro Administrativo de Porto Alegre. A resposta de Yeda não podia ser pior ... ela enviou a Tropa de Choque para "negociar" com os professores! Resultado: 8 manifestantes presos, entre eles a vice-presidente do CPERS, Neiva Lazzarotto. Neste vídeo você pode ver um pouco da política educacional do Governo Yeda.

http://br.youtube.com/watch?v=Rs8yEhCJ2GE

Charge do blog Grafar.


Noticia na globo sobre a crise no estado:

A CPI do Detran divulgou na tarde desta sexta-feira um diálogo de cerca de 20 minutos entre vice-governador Paulo Afonso Feijó e o chefe da Casa Civil, Cézar Busatto. Na conversa gravada no dia 26 de maio pelo vice-governador, Busatto pergunta a Feijó qual o custo para ele se adaptar à política do governo.
http://www.youtube.com/watch?v=xZ3SDag9W1Y


Marcha contra a corrupção e violência da brigada, no centro de PoA, dia 11/06/2008
http://www.youtube.com/watch?v=aQsnP2sy8_c

Depoimentos dos feridos na marcha do dia 11/06:
http://www.youtube.com/watch?v=yIkSA41ubtg
http://www.youtube.com/watch?v=pOwXJvToW5Y


Movimentos na frente do Piratini em 19/06/2008:
http://www.youtube.com/watch?v=c1CJVmVs-pk

A conversa-denuncia que serviu de estopim:
http://www.youtube.com/watch?v=DV8WSHLLu98
http://www.youtube.com/watch?v=ezthFUttRKc



Para continuar na zapeata aqui acesse o blog do Sindicato dos Professores:
http://www.sineta.com.br/

Por Alissa Gottfried

terça-feira, 5 de maio de 2009

Lei Rouanet

Primeiras críticas

A proposta de lei do Ministério da Cultura ainda não foi apresentada. Mas já apareceram as primeiras críticas às linhas gerais dela.

Abaixo, algumas publicadas na imprensa. E a visão do MinC sobre o assunto. Deixe a sua também, nos comentários.

“Ao que tudo indica, voltamos ao dirigismo cultural que existia antigamente. O governo deve criar mecanismos de incentivo direto para casos específicos em todo o Brasil como, por exemplo, de projetos de teatro alternativo e experimental. Se o Brasil tem essa discrepância cultural não é papel da Lei Rouanet corrigir essas distorções. Também acredito que os incentivos fiscais devam ficar concentrados no eixo Rio-São Paulo, porque nas demais regiões do País ainda não se alcançaram condições necessárias para a produção de qualidade“.
Cláudio Fontana, ator, hoje, em O Estado de S. Paulo

Visão do MinC: A função do Estado é prover o fomento à produção cultural em todas as regiões e em todas as linguagens. Sobre “dirigismo”, o ministro responde em video ao lado direito.

“O diagnóstico mostra que o mecenato cumpre 100% dos objetivos. Mas parece que o MinC está fazendo uma campanha difamatória. A lei foi desenhada para se trabalhar com o marketing das empresas.”
Odilon Wagner, ator, ontem, no blog Babel

Visão do MinC: Não é função do Estado subsidiar o marketing institucional das empresas. A lei incentiva o investimento privado em cultura. Mas deve haver uma contrapartida privada. Caso contrário, o incentivo público não se justifica.

“Acho lamentável pensar em mudanças na Lei Rouanet quando o problema está na maneira como ela funciona. Funciona mal porque não há organização e há lentidão na análise dos projetos“.
Emílio Kalil, produtor cultural, hoje em O Estado de S. Paulo

Visão do MinC: A nova lei prevê a contratação de pareceristas externos para a análise de projetos, o que dará mais agilidade, qualidade e autonomia para a avaliação.
Mas, mesmo antes da aprovação da lei, o novo sistema eletrônico para cadastro de projetos, SalicWeb, já permitiu que projetos fossem aprovados em menos de 60 dias.

danielmerli em Notícias

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Rede Sul dos Pontos de Cultura realiza momento de formação em Porto Alegre

Os Pontos de Cultura do Sul continuam no clima do Encontro Regional Sul da Cultura Digital. Durante o encontro do final de semana passado na cidade de Rio do Sul, os Pontos de Cultura articularam um encontro para formação de agentes comunicadores. Nos dias 23, 24 e 25 acontecem, em Porto Alegre, atividades conjuntas para conversar sobre jornalismo cidadão e o sistema Thot, uma ferramenta de edição de sítios desenvolvida pelo Pontão de Cultura Ganesha, de Florianópolis/ SC.



Num primeiro momento a oficineira Fabiane Berlese falou sobre as diferentes linguagens do jornalismo, dando dicas de escrita, direitos autorais e comunicação eficiente। Depois apresentou o software, as suas ferramentas e possibilidades de uso, que tem uma interface facilitada e eficiente, apesar de ainda estar sendo testado e constantemente melhorado. Com um clima de aprendizado coletivo, a oficina transcorre durante o dia de hoje. Amanhã haverá um curso de Políticas Públicas para a Cultura, proposto pelo Pontão CBC – Capital Brasileira da Cultura, de São Paulo. O curso acontece durante todo o dia no Pontão de Cultura Minuano Digital, na Galeria Malcon, em Porto Alegre.


Afim de melhor aproveitar o tempo juntos, à noite continuam as conversas em clima de formação। No sábado pela manhã estarão reunidos no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, além dos integrantes do próprio ponto localizado no Cristal, integrantes do Ponto de Cultura Kaingang, de Ronda Alta, os Pontos de Cultura Odomode, Pontão Minuano, de Porto Alegre, a representante do Pontão de Cultura Ganesha, de Florianópolis, Ana Paula Stock do MinC-RRS, Paulo Barbosa, da Cultura Digital, e outros convidados.


A idéia é formar um núcleo de multiplicadores, que depois de aprender a usar o Thot, possam (in)formar outras pessoas sobre a cultura digital, divulgando as produções dos Pontos de Cultura de forma mais dinâmica e autônoma.


Por: Vania Pierozan, em 23 de abril de 2009.